Invista em Goiás » Infraestrutura e energia
Infraestrutura e energia »

Rodovia estadual. Foto: Arquivo Agecom.

O Estado de Goiás é dotado de extensa infraesturtura de portos, rodovias e ferrovias. Sua extensa malha rodoviária se estende por 24.970 quilômetrosde rodovias (52% pavimentadas) ligando os 246 municípios abrigados sob sua tutela. Segundo a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), desse total, 4.505 são trechos de rodovias federais, 18.725 de estradas estaduais e 1.739 estaduais coincidentes.

O Estado dispõe, também, de 685 quilômetros da Ferrovia Centro-Atlântica, que atende a região Sudeste do Estado e o Distrito Federal, e também abriga boa parte da Ferrovia Norte-Sul, ainda em construção, que prevê 1.200 quilômetros de percurso em território goiano.

O Estado está incluído, ainda, no projeto da Ferrovia de Integração Centro-Oeste, primeira parte do projeto da Ferrovia Transcontinental de 4.400 quilômetros de extensão que ligará o litoral fluminense à fronteira Brasil-Peru. Em solo goiano, a mega ferrovia terá cerca de 210 quilômetros passando pelos municípios de Nova Iguaçu de Goiás, Pilar de Goiás, Santa Terezinha de Goiás, Crixás e Nova Crixás até alcançar a fronteira com Mato Grosso.

São Simão

O Estado está incluído, ainda, na hidrovia Paraíba-Tietê-Paraná, por meio do Complexo Portuário de São Simão que tem capacidade de armazenagem de 89 mil toneladas e capacidade operacional total de 2.100 toneladas por hora. O porto atua no escoamento de parte da produção goiana de grãos, levada até Perdeneiras ou Anhembi, em São Paulo, de onde é transferida para vagões que seguem para o Porto de Santos. Além de importante polo econômico do Estado, o lago de São Simão é uma atração à parte no turismo náutico do Estado, atraindo importantes investimentos de infraestrutura por seu apelo paisagístico e suas águas cristalinas, de extensão duas vezes maior que a Baía de Guanabara.


Logística de Transportes. Fonte: Sepin-Segplan, 2011.