Invista em Goiás » Política de inovação
Política de inovação »

Tecnologia na linha de produção de automóveis em Anápolis-GO. Foto: Arquivo Agecom.

Goiás investe forte em tecnologia. Por meio de seus agentes econômicos, políticos e sociais, o Estado atua em diferentes frentes para promover, além do desenvolvimento tecnológico e científico, a qualificação e especialização da sua mão de obra. Em suas maiores frentes de trabalho, o governo aposta em especial nos trabalhos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e da Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado de Goiás (Sectec) no sentido de contribuir para o desenvolvimento socioeconômico e cultural de Goiás.

Hoje, o Estado conta com mais de 400 Redes de Pesquisas associadas à Fapeg nas áreas de Qualidade de Vida; Conhecimento e Expressão Humana; Infraestrutura e Processos Produtivos; Desafios Estratégicos e Políticas Públicas; Agronegócios, Desenvolvimento Rural e Fundiário; e Pesquisa Inicial e Fundamental, definidas na agência goiana de fomento à pesquisa. Por outro lado, a Sectec investe pesado em programas específicos fundamentados pela secretaria, em especial a contribuição à Rede Nacional do Projeto Genoma Brasileiro, ao Projeto de Qualidade na Cadeia de Fármacos, Programa Goiás Biodiesel e Projeto Mineração.

Desenvolvimento regional

O Estado aposta, também, no desenvolvimento de Arranjos Produtivos Locais (APLs) que fazem uso do planejamento regional para promover a cooperação entre capacidade produtiva local, instituição de pesquisa, agentes de desenvolvimento, poderes federal, estadual e municipal com vistas à dinamização dos processos locais de inovação. Atualmente, existem 52 APLs distribuídos em 149 municípios do Estado de Goiás, sendo 22 APLs já consolidados e 30 em formação. A maioria (55%) se concentra no setor de agronegócio, seguidos pelas áreas de vestuário (17%) e mineral (6%). 


Arranjos Produtivos Locais - APLs em Goiás. Fonte: Sectec.